Reinfecção de João Dória levanta questão sobre imunidade após duas doses da vacina
16/07/2021 12:28 em Brasil

Mesmo tomando as duas dose da Coronavac, João Doria testa positivo para Covid-19

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) confirmou ontem, quinta-feira (15), que testou positivo para Covid-19 pela segunda vez. O governador também teve o diagnóstico confirmado para a doença no dia 12 de agosto de 2020. Assim como 15% da população brasileira, Doria foi totalmente imunizado com duas doses da vacina contra a Covid-19. Com essa crescente imunização, surgem também algumas dúvidas relativas à imunidade adquirida.

Em um artigo publicado em março de 2021 pela agência Reuters com o título: "Sinovac vaccine may not trigger sufficient antibody response to Brazil variant: study", coloca em 'questão' a eficácia do imunizante chinês, desenvolvimento em parceria com o Intituto Butantan.

O artigo destaca que, o surgimento de diversas variantes do novo coronavírus levantou a preocupação de que as vacinas e os tratamentos desenvolvidos com base em cepas anteriores possam não funcionar de maneira tão robusta.

Segundo a matéria da Reuters, um estudo onde amostras de plasma coletadas de oito pessoas vacinadas com o CoronaVac da Sinovac não conseguiram neutralizar com eficiência a variante da linhagem P.1, ou 20J / 501Y.V3.

"Esses resultados sugerem que o vírus P.1 pode escapar dos anticorpos neutralizantes induzidos por ... CoronaVac", disseram pesquisadores da Universidade de São Paulo no Brasil, da Escola de Medicina da Universidade de Washington nos Estados Unidos e de algumas outras instituições no  papel.

A reportagem tambem destaca que CoronaVac está sendo amplamente  usada em campanhas de vacinação em massa em países como China, Brasil, Indonésia e Turquia.

Fonte: https://www.reuters.com/article/us-health-coronavirus-vaccine-sinovac-idUSKBN2AX0KK

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!